Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2012

E depois da Ressaca de Heroína, o que se segue ?

RESSACA DE HEROÍNA A RESSACA          ( pode desligar o som da música para ver os vídeos )
PARTE 1



Este foi um programa que passou na TV/ SIC.
Um conjunto de pessoas quis dar a conhecer ao telespectador o que era a ressaca/ abstinência  da heroína, ao mesmo tempo tentar ajudar este jovem o Pedro Miguel , esta desintoxicação foi assistida não foi a frio, ou seja existiu um apoio químico para que não fosse tão severa...

Para quem usa heroína à pouco tempo o procedimento da toma de um  antagonista como o Antaxone após a ressaca, pode na minha opinião ser uma solução se o individuo tiver disposto a não querer usar mais.

No entanto para um toxicodependente já com algum tempo de uso, torna-se difícil levar este tratamento em frente, até porque o ritual do consumo torna-se parte da vida do adito , e o vazio que fica, só é completo com dois medicamentos, ou a FÉ (apaixonar-se e viver apaixonado, por algo Superior a esse amor que tem pela heroína) ou então um substituto como a Metadona.

Foram 21…

Verdade sobre a Metadona o Fígado, Rins e outro orgãos

Imagem
Metadona e o efeito no fígado e rins

A metadona tem sido muito testado exaustivamente. O Escritório de relatórios nacionais de política de controle de drogas que vários estudos de uso de metadona não mostram efeitos nocivos para o fígado, rins e outros órgãos, mesmo após longo período de tratamento. De acordo com um artigo publicado no "Drug and Alcohol Dependence", os pesquisadores estudaram pacientes com problemas renais crônicos, incluindo um paciente de transplante de rim, que estavam em metadona e não encontraram efeitos adversos sobre os rins.




http://www.livestrong.com/article/378100-methadone-effects-on-liver-kidneys/#ixzz2Ac6bsBrz

O PERIGO DE USAR METADONA DURANTE ANOS SEGUIDOS SEM REDUZIR

Imagem
O PERIGO DE USAR METADONA DURANTE ANOS SEGUIDOS SEM REDUZIR

A METADONA DEVE SER VISTO COMO UM TRATAMENTO E NÃO UM SUBSTITUTO
QUANDO NOS DISPOMOS A ESTE TRATAMENTO DEVEMOS O OLHAR COMO UM EMPURRÃO PARA UMA VITÓRIA SOBRE AS DROGAS.

EM PORTUGAL GRANDE PERCENTAGEM DAS PESSOAS QUE ESTÃO A TOMAR METADONA ESTÃO A USAR ÁLCOOL OU A USAR COCAÍNA OU OUTROS BARBITÚRICOS (hipnóticos/ benzodiazepinas)


Podem surgir problemas:

Cardiovascular
Morte súbita! De acordo com o livro "efeitos colaterais das drogas Anuais 29," o tratamento com metadona pode resultar em prolongamento do intervalo QT, ou um atraso entre a onda Q e onda T, também conhecido como "torsade de pointes" onda medida em um elecrocardiograma.  Isto indica um batimento cardíaco lento ou enfraquecido, ou ciclo cardíaco arrítmico eléctrico, que pode levar a taquiarritmia ventricular, ou um batimento cardíaco elevado de mais de 100 batimentos por minuto, em uma ou mais regiões do coração.  Taquiarritmias ventriculares têm um al…

OS SINTOMAS FÍSICOS DA DESINTOXICAÇÃO DA METADONA

Imagem
OS SINTOMAS FÍSICOS Da desintoxicação da METADONA




A Utilização recorrente de metadona pode levar o paciente a desenvolver uma tolerância aos efeitos deste medicamento, o que pode conduzir a sintomas físicos de desintoxicação quando o tratamento com metadona termina.

Dores musculares
Durante a desintoxicação da metadona (ou retirada), pode ter dor ou sensações dolorosas nos músculos. Se isso ocorrer, pode ser difícil para mover a região do corpo afetada, o que pode limitar a mobilidade. A severidade dos sintomas musculares dolorosos pode variar de leve a grave e geralmente surgem dentro de 30 horas de começar sua última dose de metadona, dizem profissionais de saúde.
Nariz a escorrer
Durante a fase inicial da desintoxicação da metadona ,  pode desenvolver o sintoma do nariz a escorrer ou anormalmente congestionado como um sintoma físico da abstinência.Isso pode fazer com que você frequentemente  limpe o nariz, o que pode levar a vermelhidão ou irritação nasal.Irritação nasal e congestão ta…

MITO DA DEPÊNDENCIA DA MORFINA IMPEDE TRATAMENTO

Imagem
MITO DA DEPÊNDENCIA DA MORFINA IMPEDE TRATAMENTO

MÉDICOS SEM FORMAÇÃO PARA O TRATAMENTO DA DOR CRÓNICA
INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE LISBOA LANÇA MANUAL SOBRE TERAPÊUTICAS ADEQUADAS
Apenas 3% dos doentes com dor crónica tem acesso ao tratamento, alertou no dia 15 de Outubro de 2012  a médica Matilde Raposo, coordenadora da clínica da dor do instituto português de Oncologia (IPO) de Lisboa, na apresentação do “ Manual da dor”, destinado a médicos e doentes. Uma das razões para a falta de acesso ao tratamento deve-se, sublinhou a médica, a que “ persistiam mitos” acerca dos opióides como a Morfina. “ Ainda há a ideia que os doentes possam ganhar dependência [da Morfina] e por isso o acesso ao tratamento não é fácil”. Luís Portela, fundador da unidade da dor no IPO, afirmou haver “constrangimentos” ao tratamento e destacou a dificuldade de implantação de unidades certificadas e de recrutamento de pessoal com formação acaso ainda a ausência de uma rede de referenciação de doentes. Luis …

A metadona não é sempre igual as vezes é mais fraca e pode haver recaidas

Imagem
A metadona não está Igual...


Quase todos se queixam do mesmo, da diferença da qualidade que há na metadona que nos é dada nos centros que distribuem metadona (pelo menos da área de Lisboa).
Com a mesma dose a qual supostamente deveria ser suficiente, há semanas em que a metadona não é igual, o efeito não é o mesmo, e sentimos que esta suposta toma diária não é suficiente. Logo coloca-nos em risco para uma possível recaída.



A necessidade de sermos ouvidos é muito 
grande.

Por exemplo este é um dos exemplos que nós quando confrontados com estas situações não temos ninguém que nos ouçam, e quando ouvem, colocam em causa se o que dizemos é verdade, assim como sempre fomos colocados em causa noutras alturas menos sérias e integras que as drogas nos fizeram viver, e sempre o seremos, um rótulo de toxicodependente que temos uma tatuagem que fica para sempre.



O facto é que há semanas ou quinzenas dependem dos frascos que vamos buscar, que com a mesma dosagem o sabor agressivo da metadona não é igua…

Metadona no combate à Leucemia

Imagem
EFEITOS FÍSICOS DE METADONA
Os efeitos colaterais da metadona podem incluir sedação ( efeito sedativo), prisão de ventre, confusão, boca seca, coceira, náuseas, sudorese (ou seja transpiração excessiva), rubor e respiração lenta.
Rubor-É a vermelhidão dapeleque pode ocorrer em qualquer área do corpo, em qualquer extensão, em virtude da dilatação dosvasos sanguíneose consequentemente, maior fluxo de sangue naquela área.

Sudorese-Transpiração excessiva ou sudorese
Para quem sofre com transpiração excessiva, hiperhidrose ou sudorese, o tormento aumenta especialmente no verão. Na verdade, todos nós temos uma sudorese fisiológica, que é normal. É a forma do corpo regular a temperatura através da perda de água e sais minerais por transpiração. Acontece quando se realiza exercícios físicos ou se fica exposto ao sol, por exemplo.
O problema ocorre quando o suor excessivo ocasiona desconforto e constrangimento, dificulta as atividades do dia-a-dia e interfere no trabalho, no lazer e nas atividade…